Escolha uma Página

Primeiramente, vale destacar que o aditivo para radiador reduz a temperatura de congelamento e eleva o ponto de ebulição da água. Assim, ela passa a ferver em temperatura mais alta. Além disso, o aditivo para radiador tem como função impedir que as galerias do motor sofram corrosão em decorrência do contato com a água.

Outra finalidade do aditivo para radiador é lubrificar a bomba d’água do veículo. A água é um bom refrigerante, mas um mau lubrificante. Ao trabalhar por longos períodos sem lubrificação adequada, essa bomba costuma apresentar defeito e precisar de substituição. Se o fluido estiver contaminado por ferrugem, o desgaste é ainda maior.

Aditivo para radiador é especificado pelo fabricante do carro

O aditivo para radiador é um composto químico chamado de etilenoglicol, cuja base é o etileno. Porém, os produtos têm fórmulas e propriedades distintas. Há, por exemplo, os orgânicos e os inorgânicos, que também se subdividem. Saber qual aditivo para radiado é o mais adequado ao seu carro é simples: basta consultar o manual.

Nunca usei! Posso colocar o aditivo para radiador agora?

Proprietários que não utilizam o aditivo para radiador não devem temer problemas ao adotá-lo. O etilenoglicol vai impedir que as impurezas aumentem”, declara. “Ele não tem poder de limpeza; sua função é proteger contra corrosão, permitir lubrificação e aumentar o ponto de ebulição. Desse modo, receios de que sujeira se solte e cause entupimento são infundados. Existem produtos próprios para limpeza, cuja utilização pode ser necessária caso haja muita ferrugem no sistema. Porém, eles são aplicados apenas para eliminar as impurezas e devem ser retirados na sequência. Após esse procedimento, o reservatório deve ser preenchido com etilenoglicol e água.

Mistura com água desmineralizada

O aditivo para radiador não é utilizado puro, e sim misturado à água. A proporção entre um e outro líquido a ser utilizada também é definida pelo fabricante do veículo, assim como o prazo de troca. Além disso, a água deve ser desmineralizada, ou seja, sem minerais em sua composição.

Fonte: autopapo.uol.com.br